• Louders

O que significa Personal Branding?

Este é um termo que vem sendo muito utilizado pelos especialistas em carreira, mas que muitas vezes não é bem explicado, nem tão bem empregado. Você pode ter chegado aqui pensando, por exemplo, que personal branding é uma técnica de autopromoção profissional. Se este é o seu caso, sinto em dizer, mas você está enganado. Por isso, não deixe de ler este artigo até o final...


Primeiro, vamos ao conceito puro. Pela tradução, Personal Branding quer dizer Marca Pessoal. Em um sentido um pouco mais amplo, seria a gestão da sua marca pessoal. Ou seja, a forma com que você, como indivíduo, é percebido em sua área de atuação profissional.


Para que você entenda como é percebido, precisa entender como vem se posicionando. E aqui está um dos grandes segredos do Personal Branding. Ele está totalmente ligado a forma como você se comunica. Como se apresenta e se posiciona com o seu público.


Por público, entenda “pessoas que você quer impactar com a sua mensagem”. Não precisa necessariamente pensar em milhões de seguidores em uma rede social. Se você está pensando em passar seus conhecimentos para conquistar uma vaga de destaque em uma grande empresa, por exemplo, o seu público, neste momento é o RH desta empresa. É para este público que os seus conteúdos precisam ser pensados e estruturados.


É por isso que dizemos que o Personal Branding é um dos principais recursos para você se apresentar e mostrar sua relevância ao mercado. Para isso, o primeiro passo é encontrar e evidenciar os seus diferenciais. É desta forma que você irá impactar e começar a se conectar com o seu público, criando relações de valor e de identificação com as pessoas que consomem os seus conteúdos.


Como definiu Mark Traphagen, diretor de Brand Evangelism da Stone Temple Consulting, agência referência mundial em marketing digital “Personal Branding é construir a autoridade que faz com que as pessoas prestem atenção em sua mensagem, querendo compartilhá-la e recomendá-la aos outros”.


O ponto aqui é reforçar a sua identidade profissional. É ela, a sua marca, que irá te diferenciar dos seus concorrentes. Assim, se destacando de maneira relevante e entregando ao público o conteúdo especializado que ele espera, não é você quem precisa se promover, é a sua história e a sua experiência que o promovem.


Então, conforme prometido, ao contrário do que você pode estar pensando, as estratégias de Personal Branding não são de autopromoção. Na verdade, elas são feitas para que você não precise se vender e sim, seja “vendido” pelo seu público. Afinal, é muito mais interessante que as pessoas se classifiquem como referência do que você mesmo se coloque assim, não é mesmo? Quando você vai comprar um produto, além de ler as descrições que a marca ou loja oferece, você não procura por recomendações de outros consumidores?


O Personal Branding é isso. Ou seja, não é sobre você, mas sobre o que as pessoas percebem (e repassam) sobre você.


#louders #personalbranding #marcapessoal

33 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

©Copyright Louders | Todos os direitos reservados. Política de Privacidade e Termos de uso